Pular para o conteúdo principal

Conscientização no trânsito

Alta velocidade, falta de respeito à sinalização, imprudência e consumo de álcool ao volante. Infelizmente, este cenário faz parte do cotidiano de quem precisa enfrentar o tráfego das grandes cidades. Em Curitiba, segundo dados do Batalhão de Polícia de Trânsito, 58 pessoas morreram em acidentes de trânsito ao longo de 2014. O BPTran ainda registrou, durante o ano, 700 atropelamentos e 4.300 acidentes que terminaram com vítimas na capital paranaense.
Os números são altos, mas não têm contribuído para que a situação mude. Percebendo que essa realidade estava batendo à sua porta, a Escola Atuação desenvolveu um projeto para conscientizar pais e alunos sobre a importância da educação no trânsito.


Criado há mais de 15 anos, o projeto A tua ação no trânsito também busca diminuir os problemas do tráfego nas redondezas da instituição. "Através de uma série de atividades, tentamos mostrar aos pequenos como funciona o trânsito. De forma lúdica e divertida, eles aprendem e chamam a atenção dos adultos para a questão", explica Carolina Pereira Frizon, coordenadora pedagógica da Escola Atuação.  Todos os alunos, do Maternal ao 9º ano, participam do projeto. Os maiores realizam trabalhos específicos e ouvem palestras sobre o tema. Para os menores, a escola constrói uma minicidade. Nela, triciclos assumem o papel dos carros. Com semáforos e placas de sinalização, os pequenos atuam como motoristas, pedestres e agentes de trânsito, vivenciando o tráfego como gente grande. "A maioria dos acidentes de trânsito não são realmente acidentes, pois poderiam ser evitados por meio de uma mudança de comportamento. E é isso que queremos passar para os pequenos: educação e gentileza no trânsito só geram bons frutos", afirma a pedagoga.
Na primeira semana de setembro - mês dedicado à educação e conscientização no trânsito - os alunos irão observar o tráfego em frente à escola e "multar" os pais que cometerem infrações. "É uma boa estratégia para chamar a atenção dos adultos para o assunto".

Comentários