Pular para o conteúdo principal

Cursos de Direito do Paraná recebem selo de qualidade da OAB

O Selo OAB Recomenda, concedido às instituições de ensino superior de todo o país que apresentam padrões de excelência no ensino jurídico, reconheceu 17 instituições do Paraná. A cerimônia de entrega da 7.ª edição do Selo OAB Recomenda aconteceu na quarta-feira, 16 de março, na sede do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, em Brasília.

No Paraná, das 127 instituições que ofertam o curso de Direito, apenas 13% receberam o selo de qualidade, em 11 cidades - Curitiba, Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão, Guarapuava, Jacarezinho, Londrina, Marechal Cândido Rondon, Maringá, Ponta Grossa, Toledo e União da Vitória.

Mais uma vez, o curso de Direito da Universidade Positivo (UP) foi reconhecido. De acordo com a coordenadora da Escola de Direito e Ciências Sociais da UP, Thaís Paschoal, receber o selo mais uma vez atesta a excelência do curso. “Oferecemos uma adequada formação teórica e prática, com elevada qualidade do ensino, inovação na pesquisa e desenvolvimento da extensão, preparando os estudantes para o protagonismo em ações de cidadania e para os novos desafios do mundo do trabalho”, destaca.

Orientado de acordo com os objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS), o curso se destaca pelo corpo docente, formado por mestres e doutores, além do pioneirismo, já que, dentre outras coisas, foi o primeiro a criar uma incubadora de escritórios de advocacia, que auxilia os profissionais recém-formados a se posicionarem no mercado e desenvolverem habilidades voltadas à gestão de escritórios.

O prêmio é concedido a cada três anos e leva em conta dois critérios: o índice de aprovação nos exames da Ordem e o conceito obtido no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). Segundo dados do MEC, no Brasil, são 1.896 cursos de Direito. Nesta edição, 192 instituições de ensino superior foram reconhecidas com o prêmio.

O presidente da OAB, Beto Simonetti, reforçou o prêmio como um instrumento que contribui para garantir a qualidade do ensino jurídico. “As instituições que estão representadas nesta solenidade merecem o reconhecimento da Ordem em função da proficiência e da eficácia do ensino que é prestado. As instituições de ensino jurídico têm o papel fundamental de preparar os estudantes para a vida profissional, para as mais diversas carreiras jurídicas e para a advocacia. A nossa gestão não terá medo de lutar e defender a modernização do ensino jurídico brasileiro, sem dispor de sua qualidade, eficiência e superioridade técnico-científica. É o nosso compromisso”, acrescentou o presidente da OAB.

Comentários