Pular para o conteúdo principal

Solução Transformadora para Controle da Lagarta-do-Cartucho é Anunciada em Novo Estudo



• Um novo estudo revisado por pares publicado na revista BMC Biotechnology descreve o desenvolvimento da tecnologia Spodoptera do Bem™ da Oxitec e como ela oferece uma solução eficaz para combater a resistência da lagarta-do-cartucho às ferramentas de proteção de cultivos usadas atualmente.

• Os resultados mostram que a solução da Oxitec, que em 2021 recebeu aprovação comercial de biossegurança da autoridade regulatória brasileira, pode reduzir as populações de lagarta-do-cartucho e fornecer proteção a longo prazo da eficácia das culturas transgênicas contra essa praga devastadora.

• Essa tecnologia traz a promessa de maior sustentabilidade para a produção de milho no Brasil e em outras regiões onde a lagarta-do-cartucho destrói plantações de alimentos.

• Estima-se que a lagarta-do-cartucho custe aos agricultores mais de US$ 10 bilhões por ano nas Américas, África, Ásia e Austrália.

Oxford, Reino Unido – A Oxitec Ltd, líder no desenvolvimento de soluções biológicas para controle de pragas que transmitem doenças, destroem plantações e prejudicam a pecuária, anunciou hoje a publicação dos primeiros resultados do desenvolvimento de nova solução de manejo sustentável que vai transformar a proteção de cultivos de uma das pragas mais devastadoras – a lagarta-do-cartucho-do-milho.

O novo artigo revisado por pares publicado na revista BMC Biotechnology detalha o estudo feito pela Oxitec utilizando modelagem matemática para demonstrar que liberações de mariposas macho da Spodoptera do BemTM podem levar à redução eficiente das populações da Spodoptera frugiperda e fornecer uma proteção eficaz e de longo prazo às culturas biotecnológicas e a outras ferramentas existentes de manejo de pragas.

A lagarta-do-cartucho é uma praga altamente destrutiva, e seus danos custam aos agricultores mais de US$ 10 bilhões em perdas anuais, especialmente na cultura do milho. A lagarta-do-cartucho é nativa das Américas, mas nos últimos anos cruzou o oceano para chegar à África, Ásia e Austrália, representando uma ameaça significativa para os agricultores e a para a segurança alimentar em todo o mundo. No Brasil, a lagarta-do-cartucho desenvolveu resistência às ferramentas de proteção de cultivos existentes, incluindo variedades de milho transgênico, o que significa que os agricultores precisam pulverizar mais inseticidas e seus rendimentos são reduzidos.

O foco da pesquisa recém-publicada é a Spodoptera do BemTM da Oxitec - primeira lagarta-do-cartucho do autolimitante no mundo. Estudos de laboratório detalhados na publicação mostram que as mariposas-macho portadoras da tecnologia da Oxitec podem competir fortemente com machos selvagens para acasalar com as fêmeas, o que será importante para entregar desempenho em campo. Quando as liberações da lagarta-do-cartucho macho da Oxitec são interrompidas, o gene autolimitante introduzido na população declina rapidamente, já que a tecnologia foi projetada para não deixar resíduos no meio ambiente.

De grande importância para o futuro da agricultura sustentável em todo o mundo, o artigo também descreve os resultados da modelagem matemática que simula a ameaça da lagarta-do-cartucho em regiões produtoras de milho no Brasil, refletindo a realidade atual em que a praga desenvolve resistência a culturas transgênicas em poucos anos. Quando as mariposas-macho da Oxitec são liberadas, no entanto, a modelagem mostra que o desenvolvimento da resistência da lagarta-do- cartucho ao milho biotecnológico é significativamente atrasado, permitindo ao manejo sustentado da lagarta-do-cartucho por um período muito mais longo. Esses resultados demonstram a imenso potencial da lagarta-do-cartucho da Oxitec para transformar a eficácia e a sustentabilidade da produção de culturas alimentares críticas, no Brasil e no mundo.

Grey Frandsen, Oxitec’s CEO, disse: “Este estudo demonstra os benefícios únicos e impactantes que a plataforma da Tecnologia do Bem™ da Oxitec pode oferecer para contribuir com o avanço da agricultura sustentável em um planeta que muda tão rápido. Nossa Spodoptera do Bem™ está sendo preparada para transformar a sustentabilidade da produção de milho no Brasil e em outros países e apoiar a segurança alimentar no longo prazo. Tendo passado um tempo significativo nas regiões agrícolas do Brasil, vi em primeira mão a ameaça representada pela lagarta-do-cartucho nas fazendas brasileiras. Agora temos uma solução com potencial para proteger as ferramentas existentes e fornecer uma proteção ecologicamente correta e de longo prazo às culturas de milho contra essa ameaça.”

Kelly Matzen, Oxitec’s Chief Technology Officer, disse: “Estamos imensamente orgulhosos em compartilhar esses excelentes resultados, que destacam a expertise da equipe de pesquisa e desenvolvimento da Oxitec e de nossos colaboradores. Este é apenas o começo. Nossa lagarta-do-cartucho já passou por testes de campo iniciais e foi recentemente aprovada pela autoridade brasileira de biossegurança como segura para pessoas, animais e meio ambiente. Estamos focados nos próximos passos, incluindo validação e implementação de nossa solução para entregar benefícios sustentáveis ​​e impactantes aos agricultores no Brasil e em vários outros países.”

O novo artigo da BMC Biotechnology pode ser encontrado aqui:
https://bmcbiotechnol.biomedcentral.com/articles/10.1186/s12896-022-00735-9

About Oxitec
A Oxitec é líder no desenvolvimento de soluções biológicas baseadas em insetos para controlar pragas que transmitem doenças, destroem plantações e prejudicam a pecuária. Fundada em 2002 na Universidade de Oxford, Reino Unido, a Oxitec é liderada por uma equipe apaixonada composta por 15 nacionalidades e apoiada por parceiros de classe mundial. Saiba mais em oxitec.com.

Comentários