Pular para o conteúdo principal

Visita internacional

 
 
Quarenta e sete representantes internacionais do Champions Group do Princípios para Educação Executiva Responsável (PRME), que engloba as principais escolas de negócios do mundo, se reuniram na Costa Rica para analisar os desafios enfrentados na formação de lideranças globalmente responsáveis e na implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

O presidente do ISAE Escola de Negócios, Dr. Norman de Paula Arruda Filho, e o supervisor de Sustentabilidade, Gustavo Loiola, participaram de diversos workshops e palestras, além da visitarem projetos de sustentabilidade em Nosara, para avaliação dos impactos ambientais e sociais. “Foi uma semana de debates e troca de experiências sobre colaboração e oportunidades entre as escolas de negócios mais engajadas do PRME, para alavancar o desenvolvimento sustentável nos países”, relata Norman.

O ISAE (Instituto Superior de Administração e Economia) foi inaugurado em 1996 e busca, de maneira inovadora, sensibilizar e auxiliar o mercado quanto às práticas responsáveis que geram o desenvolvimento social, empresarial e econômico. Signatário do Pacto Global da Organização das Nações Unidas (Global Compact – ONU) e do PRME (Princípios para a Educação Empresarial Responsável – ONU), o ISAE promove a capacitação, desenvolvimento e atualização de executivos baseada nos princípios globalmente discutido a respeito de atitudes mais sustentáveis e de preocupação com o meio ambiente de forma geral.

PRME Champions Group - O PRME Champions Group reúne as escolas de negócios mais experientes do PRME, comprometidas em trabalhar de forma colaborativa para desenvolver e promover atividades que abordem desafios compartilhados para tornar a implementação em larga escala dos princípios de sustentabilidade uma realidade. O PRME Champions Group realiza tarefas e projetos estratégicos para responder aos desafios sistêmicos enfrentados pela comunidade PRME, bem como aos principais problemas identificados pelas Nações Unidas e o Pacto Global da ONU.

Comentários