Pular para o conteúdo principal

Hackathon Curitiba 2015

Inscrições terminam nesta sexta.

Os interessados em participar do Hackathon Curitiba, que acontece nos dias 27, 28 e 29 de novembro, na Universidade Positivo, podem fazer a inscrição até sexta-feira (20), pelo site http://hackathon.curitiba.pr.gov.br. Organizado pela Prefeitura de Curitiba, Sebrae-PR e Universidade Positivo, a segunda edição do Hackathon é voltada para o empreendedorismo cívico, ou seja, para o desenvolvimento de soluções tecnológicas que aliem o espírito empreendedor dos participantes aos conceitos de uma cidade mais humana e inteligente.
Para Fabiola Paes, coordenadora do Laboratório de Varejo da Universidade Positivo, o ganho será tanto dos participantes como do município. "O objetivo do evento é resolver problemas reais da cidade, por meio de inovação colaborativa. Com isso, os participantes têm a chance de implementar projetos para um público de 1,8 milhão de pessoas e Curitiba ganha com a solução de questões e melhorias para seus cidadão", analisa.

Os participantes vão trabalhar - em grupos de três a cinco pessoas, - durante mais de 30 horas, em temas propostos pelas diversas secretarias e órgãos da Prefeitura e por grupos que promovem o ativismo social em Curitiba. A relação dos temas, chamada de wishlist, será divulgada aos participantes na manhã do dia 28, no início da maratona de programação.
A abertura oficial do evento acontece no dia 27, às 19 horas, com o prefeito Gustavo Fruet, seguida de painéis sobre smart cities, branding city, o case da "Prefs" em mídias sociais, oportunidades em inovação e empreendedorismo cívico. Além disso, haverá um debate sobre democracia participativa, mediado pelo jornalista Rhodrigo Deda, e o lançamento de dois aplicativos que usam bases de dados da Prefeitura de Curitiba. "O Hackathon atende aos princípios do programa Curitiba Cidade Inteligente, que busca transformar realidades na cidade usando intensivamente as tecnologias da informação e comunicação", afirma o secretário da Informação e Tecnologia, Paulo Miranda.
Um dos grandes diferenciais deste Hackathon está na disponibilização, pela Prefeitura, das bases de dados do Município. A iniciativa faz parte da Política de Dados Abertos, adotada oficialmente pela administração municipal em outubro de 2014 - quando foi publicado o decreto que estabelece parâmetros para que dados de órgãos públicos municipais sejam colocados à disposição da sociedade de maneira cada vez mais acessível. "Ter uma meta real e questões pontuais é algo que, com certeza, motivará os participantes do Hackathon. Esse é o grande diferencial do evento que tem um foco cívico", complementa Fabiola Paes.
A lista das equipes selecionadas será divulgada até 23 de novembro, no site do evento (http://hackathon.curitiba.pr.gov.br). Além da orientação referente ao processo de inscrições, o site também reúne informações sobre as etapas, o cronograma e as regras do evento.


Comentários