Pular para o conteúdo principal

Uniforme Cor-de-Rosa

Em prol da Campanha Outubro Rosa, alunos do Colégio Acesso saíram às ruas no combate ao câncer de mama.

A tarde da última sexta-feira, 16 de outubro, foi reveladora para um grupo de alunos do 1º ano do Ensino Médio da unidade Santa Felicidade do Colégio Acesso. Dentro do projeto “Ser Cidadão”, eles abraçaram a causa do Outubro Rosa, campanha mundial de prevenção e combate ao câncer de mama, e sairam às ruas com o objetivo de conscientização. “Decidimos por este tema porque é importante se prevenir, tem muita gente que não sabe e o nosso dever é informar as pessoas”, disse a aluna Rafaele Ales.
Acompanhados do professor de Biologia, Alexandre Seleme, da diretora da unidade Isa Paiva e da voluntária da Rede Feminina de Combate ao Câncer do Hospital Erasto Gaertner, Cristiane Gambetta, o grupo decorou a fachada e colocou laços cor de rosa nas árvores em torno da escola, na Av. Vereador Toaldo Túlio.
Além disso, os alunos entraram nos estabelecimentos comerciais, conversaram com as pessoas na rua e distribuíram laços e folderes informativos para os transeuntes. “É muito legal ver eles querendo ajudar. Tem alguns alunos que entraram de cabeça na ideia, outros mais tímidos, aos poucos também foram surpreendendo”, avaliou a diretora.
Todo o desenvolvimento do trabalho, o contato com Rede Feminina e a logística da atividade foi pensada pelos próprios alunos. Para Isa Paiva, o projeto - que começou há dois anos e nesse ano engloba os temas: educação ambiental-social e cooperativismo, resgate das brincadeiras antigas, comunicação cidadã, sexualidade e drogas, saúde e leitura,  apresenta bons resultados justamente por envolver os alunos, fazendo com que eles pensem no assunto e aprendam. com ele. “A ideia é que ser tornem realmente cidadãos conscientes. A atividade amplia a visão de mundo deles e desperta também para o voluntariado. É um trabalho que chega a emocionar. O alcance vai além do que imaginamos”, comentou na ocasião.

Exemplo
Um fato chamou a atenção dos alunos e dos acompanhantes durante a atividade. Em um dos estabelecimentos, uma mulher revelou ter um nódulo no seio. A moça foi orientada a procurar uma unidade de saúde. A revelação serviu para reforçar na cabeça deles de como é importante a prevenção e, principalmente a informação sobre o assunto. Segundo a voluntária da Rede Feminina, Cristiane Gambetta, infelizmente é comum encontrar exemplos assim. “Temos muitos casos de pessoas que não buscam ajuda. Os alunos são multiplicadores e o alerta serve para todos”, disse.
Nesse contato com as pessoas, os alunos não esqueceram do convite para o dia 31 de outubro. A data será especial para todas as unidades, que simultaneamente apresentarão todo o material produzido com o “Ser Cidadão”. Fotos, vídeos e apresentações feitos durante as atividades serão apresentadas para professores, alunos, pais e toda a comunidade.




Comentários