Pular para o conteúdo principal

Gadú em Curitiba

Na sexta, dia 19 de junho, a cantora e compositora paulistana apresenta, no palco do Teatro Positivo – Grande Auditório, o show de sua nova turnê, que marca o lançamento do seu terceiro disco de estúdio.

Considerada uma das mais belas vozes da nova MPB, Maria Gadú vem a Curitiba com sua nova turnê, intitulada Guelã, que marca o lançamento do seu terceiro álbum de estúdio, Guelã, pelo Slap (Som Livre).  Com um tom mais intimista, de sonoridade inusitada e marcada por muitas guitarras, o novo trabalho tem produção assinada pela própria cantora. Com realização da Prime, o show inédito acontece nesta sexta, dia 19 de junho, no palco do Teatro Positivo - Grande Auditório (R: Pedro Viriato Parigot de Souza, 5.300) às 21h15.
O nome do disco significa gaivota num dialeto crioulo do norte da África do Sul e expõe na capa foto da artista visual Catharina Suleiman, no projeto gráfico de Luisa Corsini. Gadu também assina a arte do disco em parceria com Lua Leça. Com produção executiva capitaneada por Luis Felipe Couto e coproduzido pelo músico Federico Puppi, que toca violoncelo e baixo no disco, Guelã alinha dez músicas inéditas no repertório essencialmente autoral. O novo álbum foi gravado e mixado na Toca do Bandido, no Rio de Janeiro, por Rodrigo Vidal. Além de dar voz às músicas, Gadú toca violão e guitarra no disco feito com os músicos Lancaster Pinto (baixo), Doga (percussão) e Tomaz Lenz (bateria), além do já mencionado Federico Puppi.

Maria Gadú

O novo álbum traz a identidade da cantora, que cuidou de cada detalhe. “É um disco feito a pouquíssimas mãos. Trabalhei meticulosamente em cima dele dentro de casa, com preciosismo e cuidado. Não é um apanhado de canções, todas elas têm a ver entre si. Nos meus outros lançamentos, desde 2009, trabalhei com pessoas muito boas, mas desta vez senti a necessidade de me desafiar e ver quem eu era. Foi muito legal e diferente. Nesse momento, eu sou exatamente o que está ali no disco”, revela a artista. A voz meiga e suave da artista paulistana traz um repertório para a capital paranaense que passeia entre as novas canções, como “Suspiros”, “Ela”, “Semi-voz”, “Sakédu”, “Tecnopapiro, “Há”, “Vaga”, “Aquária” e “Obloco”, single de trabalho, parceria da cantora e compositora com Maycon Ananias, e sucessos anteriores que devem fazer parte do set list.
Aos seis anos de carreira, Gadú possui cinco discos e 2 dvd´s e já vendeu mais de 760 mil cópias; fez shows em todo o país; conquistou o Brasil; já foi indicada ao Grammy, além de ter várias músicas emplacadas em trilhas de produções globais.

Comentários