Pular para o conteúdo principal

Bola Cheia

Casa Velha é o grande campeão do Comida di Buteco de Curitiba.

O boteco que está no comando da família de Aluízio Fernando Mickosz há mais de 20 anos foi consagrado o grande campeão do Comida di Buteco 2015 em Curitiba. O bar Casa Velha concorreu ao título de melhor boteco com o petisco “Bola Cheia” – bolinho de carne recheado com provolone, acompanhado de carambola. Os botecos Zézitos e Baba Salim ficaram em 2º e 3º lugar, respectivamente com os petiscos Arrozito’s – bolinho de arroz acompanhado de barbecue de goiaba – e Falafel – bolinho de fava e grão de bico frito acompanhado de guarnições e damasco. A premiação aconteceu na noite desta segunda-feira (01) em evento para convidados e imprensa.

Os grande vencedores da noite, João Augusto Bazanella, Aluizio Fernando 
Mickosz e Rosane Bazanella, proprietários do Casa Velha, comemoram o título

“Estamos muito felizes em ter participado do Comida di Buteco. O nosso bar foi muito bem recebido pela organização e recebemos novos clientes ao longo do concurso”, afirma Rosane M. Bazanella, esposa do seu Aluízio que completa: “O trabalho em família foi o nosso forte, além de nossos clientes fieis, que fizeram questão de nos prestigiar e ajudar a divulgar onosso tira-gosto”. O petisco Bola Cheia fez tanto sucesso que Rosane afirma que ele vai ser incorporado ao cardápio.
Caroline Negrão, que é filha do grande comandante do Zézito’s e está lá diariamente, conta que o concurso movimentou o bar e foi bom para conquistar novos clientes. “Foi uma atração diferente no mês que movimentou bem os bares participantes. Conquistamos clientes novos e que já retornaram ao Zezito’s. A organização foi nota 10, a produção sempre presente e atenciosa. Estamos firmes e fortes para o ano que vem”.

Bola cheia

Da escolha do petisco ao terceiro lugar foram alguns meses de trabalho, mas o casal Nazha e Jamal Chiah, que comandam o Baba Salim, relataram o Comida di Buteco como uma grande experiência. “Nosso petisco foi bem pensado porque não queríamos algo comum. O resultado foi ótimo. Os curitibanos quiseram experimentar e aprovaram. Rumo ao Comida di Buteco 2016”, afirma Jamal.
Para o coordenador regional do evento, Filipe Pereira, o resultado mostrou que o concurso começou com o pé-direito em Curitiba. Após 16 anos de estrada, que começou em Belo Horizonte, esta foi a primeira vez do Comida di Buteco na capital paranaense. “Nossa missão de transformar vidas através da cozinha de raiz com certeza foi cumprida. Tivemos donos de bares satisfeitos com o aumento do movimento e os curitibanos felizes em receber o concurso”, conta.

Todos os participantes

Os três primeiros lugares do concurso ganham pratos decorativos e premiação em dinheiro dos patrocinadores, além do título de melhores botecos de Curitiba.
Desafio Doritos – Outra premiação paralela que o Comida di Buteco promove é do “Desafio Doritos”. Os bares são convidados a criar um petisco utilizando o salgadinho. Apesar da participação não ser obrigatória, todos os bares de Curitiba aceitaram o desafio. Os tira-gostos com o Doritos foram avaliados somente pelos jurados e ao final o petisco criado pelo Bar Balaio de Gato – peito de peru empanado com Doritos - foi eleito o vencedor e recebeu uma premiação de R$ 1.500 da marca.

O ConcursoO Comida di Buteco aconteceu de 10 de abril a 03 de maio em 20 cidades consecutivamente. Nesta edição o concurso chegou a todo o Brasil, passando por cidades de norte a sul. Em Curitiba, vinte bares foram selecionados para participar do concurso: Armazém Santa Ana, Baba Salim, Balaio de Gato, Bar Basset, Bar do Ligeirinho, Bar do Pudim, Barbaran, Cabana Bar & Petiscaria, Cantina Açores, Casa Velha, Estofaria, Folha Seca, Jacobina, Mercearia Fantinato, Paraguassu, PickNick Bar, Silzeu’s, Tragos Largos, Vallentina e Zezito’s.
A equipe organizadora é quem faz a seleção dos botecos participantes, que não pagam nada para participar do projeto. A ideia é trazer mais movimento a bares tradicionais e familiares, em que os donos sejam totalmente envolvidos com o dia a dia do estabelecimento.
Ao longo dos 24 dias de concurso os bares serviram seus petiscos para o público e foram avaliados em quatro quesitos: o próprio tira-gosto, higiene do bar, atendimento e temperatura da bebida.  Um corpo de vinte jurados também deu o seu aval.
Neste ano os bares tiveram que criar um petisco com o tema “frutas”, sendo que elas poderiam estar no molho, recheio, tempero e até mesmo decoração, desde que comestível.
O Comida di Buteco é o único concurso que elege o vencedor com votação presencial. Cada cliente que provar o petisco recebe uma cédula de votação no bar e tem que dar sua avaliação no local. Cada critério é avaliado com nota de 0 a 10. Também é possível votar apenas uma vez em cada bar. A avaliação é qualitativa e não quantitativa. Ao final o instituto de pesquisa Vox Populi faz a apuração do grande vencedor.

Edição 2016 - No site do evento – www.comidadibuteco.com.br- já é possível dar sua opinião sobre a próxima edição do Comida di Buteco, em 2016. Os internautas estão sendo convocados para eleger um tema para os petiscos que serão criados para concorrer no concurso do ano que vem. Basta clicar no link e dar sua opinião - http://migre.me/pFcPj

Fotos: Franklin de Freitas e Beto Eterovick

Comentários