Pular para o conteúdo principal

Festival de Teatro Infantil

Neste sábado e domingo, dias 30 e 31 de maio, o espetáculo multiartístico ´Meu vô já viu Saci´ dá sequência a programação do festival ´Brinque, Lendas Brasileiras´, no palco Teatro Bom Jesus.


Uma das mais famosas lendas folclóricas, "Saci Pererê", dá sequência neste final de semana a programação do “II Festival de Teatro Infantil – Brinque, Lendas Brasileiras”. O projeto, que estreou em março em Curitiba, segue até agosto. Com realização do Ministério da Cultura, apresentação da Montenegro Produções Culturais e apoio do Hospital Pequeno Príncipe, a lenda clássica  ganha uma versão inédita, “Meu vô já viu Saci”, para o festival através da Rosy Greca Produções e traz uma linguagem multiartística que engloba música, dança e o teatro. A montagem será encenada neste sábado e domingo, dias 30 e 31 de maio, no palco do Teatro Bom Jesus (R: 24 de maio, 135), às 16horas. Toda a renda da bilheteria será doada ao Hospital Pequeno Príncipe.


Rosa e seu cavalinho de pelúcia, Tonton, estão passando férias na fazenda do avô da menina. Suas tardes são em meio a muitas brincadeiras e jabuticabas colhidas no pé. O avô de Rosa adverte a neta que ela não deve largar seus brinquedos, pois o Saci Pererê pode esconde-los. A menina, que se acha muito esperta, não acredita, mas isso está prestes a mudar quando Tonton realmente some. Isso leva Rosa a uma incrível aventura, onde aprenderá tudo sobre a lenda do Saci Pererê, afim de recuperar seu brinquedo favorito.


O Saci-Pererê é uma lenda do folclore brasileiro que se originou entre tribos indígenas do sul do Brasil, mas que sofreu influência de diferentes culturas. Tem apenas uma perna, usa um gorro vermelho e um cachimbo. Já foi retratado como um curumim endiabrado, com duas pernas, cor morena e um rabo. Com a influência da mitologia africana, o Saci se transformou em um menino negro agitado que perdeu a perna lutando capoeira. Também herdou o pito, uma espécie de cachimbo, e ganhou da mitologia europeia um gorrinho vermelho. O projeto inclui ainda contações de histórias no Hospital Pequeno Príncipe e apresentações exclusivas na Associação Eunice Weaver, que promove a pesquisa científica e o atendimento médico, educacional e social a crianças e adolescentes, com prioridades aos filhos sadios de hansenianos.


Serviço:
II Festival Brinque de Lendas Brasileiras
Espetáculo “Meu vô já viu Saci” – Saci Pererê
 Local: Teatro Bom Jesus (R: 24 de maio, 135)
Quando: 30 e 31 de maio de 2015 (Sábado e Domingo)
Horários:  Abertura do teatro: 15h30 / Início do espetáculo: 16h
Tempo do Espetáculo: 50 minutos
Ingressos
Valores:
R$16,00 (inteira) e R$11,00 (meia-entrada).
***A meia-entrada é válida para estudantes, pessoas acima de 60 anos, professores, doadores de sangue e portadores de necessidades especiais (PNE).
***Portadores do cartão fidelidade Disk Ingressos e clientes FNAC, possuem 50% de desconto na compra de até dois bilhetes por titular. Funcionário Bom Jesus e FAE, possuem 50% de desconto na compra de um bilhete, mediante comprovação com crachá ou holerite na compra e na entrada do evento.  Associados ao Clube de Vantagens dos ex-alunos da FAE, possuem 50% de desconto na compra de um bilhete por titular, mediante comprovação com a carteirinha, na compra e na entrada do evento.
 ***Já está incluso R$6,00 de acréscimo por bilhete referente à taxa administrativa Disk Ingressos.
Forma de Pagamento: Dinheiro e cartões de crédito/débito Visa e Mastercard.
Pontos de Venda: Disk Ingressos (Loja Palladium - de segunda a sexta, das 11hs às 23hs, aos sábados, das 10 às 22 horas, e aos domingos, das 14 às 20hs, -  e quiosques instalados nos shoppings Mueller e Estação - de segunda a sábado, das 10hs às 22hs, e aos domingos, das 14hs às 20hs), Call-center Disk Ingressos (41) 33150808 (de segunda a sexta, das 9h às 22hs, e aos domingos, das 9 às 18hs) e pelo portal www.diskingressos.com.br .
***Entrega em domicílio com taxa de entrega.
Classificação etária: Livre
Informações p/ o público: (41) 33150808 / 2105-4034
Realização: Ministério da Cultura, por meio da Lei Rouanet, e da Montenegro Produções Cultural.
Apoio: Hospital Pequeno Príncipe

Comentários