Pular para o conteúdo principal

Cultura dupla

Neste fim de semana tem ação cultural dupla na Galeria e no Estúdio Teix. No sábado, às 10h, na Galeria Teix, acontece a abertura da exposição ‘Meu Quintal’, da fotógrafa Auana Zubek.
No mesmo horário, mas no Estúdio Teix, tem início o Flash Day Tattoo, com as participações do residente do Estúdio, Ricardo da Maia (recém chegado de uma temporada de trabalho na Europa) e os tatuadores convidados Léo Neguin (do Espírito Santo) e Xamã Douglas (de São Paulo). O Flash Day continua no domingo. O Flash terá desenhos feitos por encomenda e por algum motivo não foram tatuados. “Será a oportunidade de tatuar excelentes trabalhos a um custo diferenciado”, avisa Marco Teixeira, do Estúdio Teix.

Auana Zubek e suas obras

O evento multi-artístico terá também as participações do brechó Le Garret e Alter Disco, projeto que reúne os DJ’s Bárbara Boeing, Cláudio Rotunno e Marcelo De Sena. Meu Quintal – a fotógrafa Auana Zubek reúne nesta exposição sentimentos e pensamentos guardados, como se fosse uma forma de diário ou caderno de anotações sobre a vida. Os pássaros remetem à viagem feita às Bahamas durante a qual ganhou da mãe objetos com flamingos quando tinha quatro anos de idade. Sem saber muito bem o que significava, criou fixação pela imagem do animal. Desde então ela registra os animais do Passeio Público e de Curitiba, dos quais muitos passam despercebidos até pelos mais antigos moradores da cidade. A relação das flores, sempre presentes em suas obras, também são caracterizadas  pelo saudosismo da infância, do caminho até a casa da avó, trecho da rua que colhia flores junto com a mãe. A artista atuou em algumas exposições coletivas, participou do salão de arte de Ponta Grossa, em 2013, e no Museu da Fotografia em conjunto com a Galeria Teix. Ela atua também como assistência de produção de arte e moda.

Ricardo da Maia - Nos últimos meses ele tatuou em estúdios de Lyon (França) e em Londres, e agora volta à casa residente, o Estúdio Teix. “Consegui fazer o meu trabalho à minha maneira, apesar de certa relutância quando viam os primeiros desenhos rabiscados, parecendo um esboço. E quando eu dizia que eles iriam para pele exatamente como estavam ali no papel, as reações foram as mais diversas. O mais louco é pensar que tem um monte de gente do outro lado do Atlântico com uma tattoo que eu fiz. Deixei um pouco de mim lá e trouxe o que pude comigo”.

Serviço:
Exposição Meu Quintal
Dia 30 de maio das 10h às 18h
Até 7 de junho
Flash Day Tattoo
Dias 30 e 31 das 10h às 18h

Comentários