Pular para o conteúdo principal

O que o mercado de trabalho valoriza?

Iniciativa, pró atividade, saber trabalhar em equipe, boa comunicação e abertura para feedbacks, capacidade de aceitar mudanças. De acordo com Arlete Zagonel Galperin, especialista em recursos humanos, essas características estão entre as mais valorizadas no mercado de trabalho. Além delas, as empresas de recrutamento e seleção buscam pessoas que apresentem comportamento ético, visão de futuro e comprometimento. Para ela, trazer novas ideias e colocá-las em prática, ter uma Inteligência emocional ajustada, suportar pressão e desenvolver-se constantemente se encaixam no perfil do profissional desejado pelas organizações.
Diretora da ABRH-PR – Associação Brasileira de Recursos Humanos do Paraná, Arlete destaca que os candidatos devem fazer sua parte quando procuram uma vaga no mercado. “Preparar um currículo que contenha os dados necessários e ser sucinto é um bom começo. Devem usar sua rede de contatos para divulgar sua pretensão e conversar com profissionais da sua área de atuação para entender quais empresas ou nichos de mercado estão mais abertos e atrativos à sua pretensão”, recomenda.
Arlete observa que o candidato deve entender que marketing pessoal faz parte da "venda" de sua imagem no mercado, portanto cuidar com o modo como se veste e ter uma postura adequada e coerente são aliados fortes na hora da escolha. Por outro lado, a qualificação profissional, intercâmbios e viagens ao exterior para benchmarking ou a trabalho e a fluência num segundo idioma (pelo menos) também pesam muito dependendo do cargo almejado. Já o domínio na informática tornou-se uma obrigação.
Respostas coerentes, sinceras e de bom senso e uma postura educada durante uma entrevista de emprego são observados com atenção. “O candidato deve ter o cuidado de, durante um processo seletivo que envolve dinâmicas de grupo, evitar sobressair-se de maneira forçada”, coloca Arlete. Claramente, ela destaca que a ética e a verdade são prioridades nas entrevistas e nas dinâmicas de grupo.
Com experiência de mais de 25 anos na área de avaliação com ênfase em levantamento de perfil, Arlete lembra que as empresas do Paraná buscam candidatos que estejam conectados com a sua cultura, visão e missão de negócio. Além disso, consideram aqueles que têm facilidade em aceitar mudanças de cidade e disponibilidade para viagens. Outras também preferem funcionários que morem perto do trabalho e têm aquelas que aceitam indicação de seus próprios empregados, contratando seus familiares e amigos. São dicas que podem ser levadas em conta na hora de procurar emprego.
Arlete salienta é de extrema necessidade que a empresa que está contratando tenha bem claro uma descrição de função, para que, no momento de recrutar, saiba o que quer, onde buscar e o que exigir daquele candidato. “É importante que sejam definidos critérios e etapas de seleção justos e coerentes e que a equipe de entrevistadores seja capacitada para tal atividade”.

Comentários