Pular para o conteúdo principal

Quantos likes valem seu comentário?



Cultivar amizades, conhecer pessoas, desenvolver o networking e até encontrar o amor da sua vida, são casos possíveis por meio das redes sociais. Porém, a ânsia pelo contato virtual e a necessidade de estar conectado em tempo integral podem gerar usuários carentes e, inclusive, inconvenientes.

Segundo a coach Cibele Nardi, assim como qualquer outro relacionamento interpessoal, as redes sociais possuem regras de convivência e a quebra delas pode gerar desconforto para ambas as partes. “A exposição é evidente nestas ferramentas, porém, não é por isso que as pessoas dão liberdade para que as outras opinem, critiquem ou invadam suas vidas”, acredita Cibele.

No caso de artistas e pessoas públicas, por exemplo, as redes sociais funcionam como uma vitrine para expor seus trabalhos e pensamentos e isso acaba dando a falsa impressão de que essas personalidades estão abertas para relações mais íntimas. “O indivíduo deve se questionar se esse “famoso” realmente está dando liberdade para uma aproximação, ou se sua presença constante nas redes sociais cria a ilusão de uma intimidade entre eles”, reflete a coach.

Independentemente da situação, Cibele acredita que os usuários devem ponderar qual o nível de proximidade e ligação possuem entre si, para assim, estabelecer as conexões mais adequadas, sem que invadam os espaços uns dos outros. “Um comentário, um elogio, o networking, são formas de expressão saudáveis. A falta de bom senso aparece quando esse interação é invasiva e ofensiva, desrespeitando o próximo”, explica.

Para finalizar, a coach sugere que antes de sair tentando se relacionar a todo custo pelas redes sociais, com pessoas que mal conhece, analise o que está faltando nos seus relacionamentos para assumir essa postura carente no mundo online.

Comentários