Pular para o conteúdo principal

Projetando a melhor idade


Outubro é o mês dedicado aos idosos, em que se busca valorizar esse público e estimular sua qualidade de vida, a qual começa dentro de casa. Quando se projeta ou reforma uma residência, é sempre importante construir com visão de futuro, já pensando na idade mais avançada e possíveis necessidades. “Enquanto ainda não é algo urgente, é mais fácil se planejar financeiramente e seguir um cronograma. Quando essas questões são deixadas apenas para momentos de necessidade extrema, o custo e desgaste são muito mais elevados para algo temporário que talvez não seja de melhor qualidade”, explica a arquiteta Aline Bernacki, da Bernacki Arquitetura.

Alguns cuidados são básicos na hora de projetar uma casa com visão de futuro ou encomendada por idosos. As arquitetas da Bernacki Arquitetura dão algumas dicas:

· Porta de pelo menos 80 cm, para que, no caso de necessidade de uso de cadeira de rodas, ela passe tranquilamente;

· Não ter degraus, projetar uma residência térrea;

· Preferir espaços amplos e integrados, que facilitem a passagem;

· Projetar bancadas e mesas com uma altura que caiba cadeira de rodas embaixo;

· Prever a instalação de barras de segurança no banheiro;

· Fazer a porta do box abrindo para o lado de fora, para que, em caso de emergência, seja possível socorrer quem está dentro;

· Usar piso antiderrapante e evitar tapetes;

· Adquirir uma cama de altura mediana, na mesma altura de cadeiras. Nem muito alta para que não dificulte subir, nem muito baixa que seja difícil de levantar.

“Normalmente quando as pessoas estão chegando na terceira idade, elas já estão mais estáveis financeiramente e planejando sua aposentadoria e muitos desejam construir uma casa para aproveitar esse tempo e curtir a família. Muitas vezes esse é o cenário dos clientes que chegam até nós, por isso é tão importante levar todos esses fatores em consideração quando elaboramos um projeto com essas características”, explica Denise Bernacki.

Caso o idoso opte por manter a casa antiga, também é indicado adaptá-la para suas necessidades. Existem diversas soluções residenciais de acessibilidade como as ofertadas pela Daiken Elevadores. No caso de casas com dois ou mais pavimentos, por exemplo, é possível instalar um elevador em algum vão livre ou plataformas para escadas. Se a residência tiver degraus na transição de cômodos ou na entrada, também é possível transformá-los em rampas com 5% de inclinação. O importante das adaptações e o foco desse tipo de projeto devem ser sempre pensando na qualidade de vida e atividade de seus moradores.

Comentários