Pular para o conteúdo principal

Adolescência sem acne


A adolescência é uma fase de muitas mudanças, que por si só já causa insegurança nos jovens. Com os hormônios em ebulição, o corpo se modifica e, além do crescimento de pelos, as indesejadas acnes podem surgir e transformar a aparição pública em um sacrifício. Para evitar o constrangimento, a Onodera Estética disponibiliza uma gama de tratamentos que ameniza o processo inflamatório e diminui o inchaço na pele, devolvendo aos adolescentes a segurança para enfrentar essa fase tão complicada.

A acne nada mais é do que um processo inflamatório causado pela retenção de oleosidade por células mortas. Isso se deve há diversos fatores, como produção excessiva de sebo, descamação da pele, proliferação de bactérias, ou relacionados a hormônios, medicamentos e herança genética. “A puberdade é o período de maior aparecimento de acnes, consequência dos hormônios sexuais que começam a ser produzidos nessa idade”, explica Sheila Santos, esteticista da Onodera Estética de Curitiba (PR).

Independente da idade ou sexo do paciente, a Onodera disponibiliza diversos tratamentos estéticos para acne. O Acne Control, por exemplo, visa amenizar a agressão causada à pele, contando com um dispositivo anti-inflamatório que restabelece o equilíbrio e uniformidade da pele comprometida. “A purificação e remoção de impurezas da pele também podem ser conquistadas com a limpeza de pele, outro tratamento oferecido na clínica”, acrescenta Sheila.

Para uma eliminação dos tecidos mortos, que impedem a saída da secreção produzida pelas glândulas sebáceas, dois tipos de peelings estão disponíveis. O peeling Regenér, baseado na sobreposição de ácidos orgânicos concentrados sobre a pele, realiza a reposição das células mortas por outras sadias. Segundo a esteticista, ele é indicado também para o rejuvenescimento da face, além de potencializar o clareamento de manchas. Outra opção é o peeling de ácido salicílico, consagrado entre os médicos no tratamento de acne.

Após o término dos procedimentos, indica-se a realização de manutenção mensal ou a cada dois meses, de acordo com a necessidade do paciente.

Comentários