Pular para o conteúdo principal

Espetáculo gratuito

O que diferencia o homem do animal? A natureza humana é primitiva? O que nos aproxima de nós mesmos? Questões como essas são levantadas na obra de uma das escritoras mais controversas de nossa literatura. Clarice Lispector falava que escrevia para ficar livre de si mesma. Também falava que escolher a própria máscara é o primeiro gesto voluntário humano e solitário. Colhendo essas e muitas outras frases e pensamentos de Clarice e apresentando um pouco da personalidade intrigante da escritora o Grupo Delírio Cia. de Teatro abre a temporada de espetáculos do Teatro Novelas Curitibanas 2011.

Chico Nogueira


Três mulheres, três histórias que se intercalam e em comum a escrita indefinível e mágica de Clarice Lispector. Com adaptação e direção de Edson Bueno o espetáculo “Minha vontade de ser bicho” fala de vida e morte, amor e renúncia, o significado da felicidade e sentimentos íntimos presentes num espetáculo de comunicação aberta. A peça trata também de descobertas. Uma das características da literatura de Clarice Lispector e a tomada de consciência da própria vida, a partir de acontecimentos banais ou não.

Informações:
Minha vontade de ser bicho
Grupo Delírio Cia. de Teatro
Adaptação e Direção: Edson Bueno
Elenco: Diego Marchioro, Janja, Márcia Maggi, Pagu Leal e Tiago Luz.
Data: 17 de fevereiro a 20 de março
Horário: 5ª feira a domingo às 20h
Local: Teatro Novelas Curitibanas (Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1.222 – São Francisco). Ingressos: Gratuito
Duração: 65 minutos.
Idade recomendada: a partir dos 14 anos

Comentários