Pular para o conteúdo principal
Show Lírico no Teatro Paiol
Tom Jobim, Chico Buarque, Cartola e Noel Rosa são alguns dos compositores que “emprestam” suas músicas ao show Lírico que acontece no dia 5, às 20 horas, no Teatro Paiol. No palco, a cantora Juliana Cortes, acompanhada por bandolim, piano e percussão, interpreta as composições através de uma linguagem musical contemporânea, de uma concepção moderna.
“A língua portuguesa carrega um lirismo muito singular e alguns compositores usam da sonoridade da fala para compor obras riquíssimas. Na hora de compor o repertório, procurei escolher músicas que fossem muito íntimas e com uma poesia muito viva”, diz Juliana Cortes.
Com o nome baseado na definição da palavra (Lírico é definida como o gênero de poesia em que se cantam emoções e sentimentos íntimos), a cantora procura uma nova versão para cada música, percorrendo o repertório que vai do antigo ao contemporâneo. Composições de outros compositores como Nelson do Cavaquinho, Vinícius de Moraes, Chiquinha Gonzaga e o paranaense Indioney Rodrigues também fazem parte do repertório do show.
Além das versões contemporâneas das músicas, outro elemento diferencial do show é o arranjo. Acompanhada dos músicos Daniel Migliavacca (bandolim), Davi Sartori (pianista) e Iê do Pandeiro (percussão), a cantora passa de Chiquinha Gonzaga à Indioney Rodrigues, ou seja, uma viagem musical por compositores de várias épocas. Os arranjos são de Davi Sartori, Daniel Migliavacca, André Prodóssimo, Indioney Rodrigues, além de alguns criados pelo próprio quarteto.
Na avaliação da cantora, os instrumentos enriqueceram o trabalho. “Os músicos são um show entro do próprio show. O piano do Davi dá modernidade as músicas, traz uma linguagem sofisticada ao espetáculo. A percussão do Iê é criativa, uma forma de ilustrar a música cantada. Já o bandolim do Daniel tem o papel de ornamentar e conversar com o canto”.
Devido a forte ligação com a música paranaense, o compositor da terra Indioney Rodrigues tem destaque na apresentação. Os fatos das letras terem profundidade e escrever para piano e voz ajudaram a adaptação para o quarteto.
As composições que compõem o show são “Valsinha” – Chico Buarque, “Correnteza” – Tom Jobim, “Quando eu me chamar saudade” – Nelson Cavaquinho e Guilherme Brito, “Pés” – Indioney Rodrigues, “Palhaço” – Egberto Gismonti, “Lua Branca” – Chiquinha Gonzaga, “Não quero mais amar a ninguém” – Cartola, “Uirapuru” – Waldemar Henrique e “Pastorinhas” – Noel Rosa.


SERVIÇO

Show Lírico
Data: 5 de agosto
Horário: 20 horas
Local: Teatro Paiol (Rua Coronel Zacarias,00 - Prado Velho)
Ingressos – R$ 10, estudantes e idosos pagam meia entrada (a venda na bilheteria do teatro)

Comentários