Pular para o conteúdo principal

Falta motorista e sobram vagas nas transportadoras

Segmento faz campanha voluntária para o Pequeno Príncipe
A Segmento Comunicação & Marketing vai realizar um serviço voluntário de consultoria e assessoria para o Hospital Pequeno Príncipe. A entidade foi uma das mais citadas na pesquisa www.oquevocequerdeumaagencia.com.br, desenvolvida entre os meses de junho e julho pela agência. As outras entidades citadas pelos pesquisados foram Hospital de Clínicas, Associação de Apoio à Criança com Neoplasia (APACN) e Hospital Erasto Gaertner. A campanha www.oquevocequerdeumaagencia.com.br teve duas etapas e trouxe uma série de revelações sobre as expectativas das empresas e seus profissionais de Marketing sobre o setor de comunicação. Ela englobou pesquisa, propaganda, internet, promoção, marketing direto, marketing de relacionamento, telemarketing, design, assessoria de imprensa e marketing social.
Segundo Marilda Précoma, diretora da agência, o principal objetivo da campanha foi ouvir o mercado e provocar a reflexão. “Este lado social do nosso projeto e que vai envolver o Hospital Pequeno Príncipe, ao meu ver, tem uma valia ainda maior, pois pode despertar no empresariado um questionamento interno sobre os investimentos que as companhias que eles lideram estão fazendo junto a entidades filantrópicas da nossa região”, reforça a publicitária.
Na primeira etapa, entre maio e o início de junho deste ano, mais de 800 empresários e profissionais de marketing selecionados pela Segmento participaram da pesquisa virtual e mostraram a visão da agência ideal. Aqueles que responderam à pesquisa receberam um presente em forma de kit.
Na seqüência, a partir do dia sete de junho, a campanha foi veiculada abertamente, por meio de outdoors, topsights, inserções nas Rádios CBN e JovemPan, além de anúncios nas edições de julho das Revistas Top View e Graciosa (Country Club).
Os resultados finalizados da pesquisa também foram enviados por e-mail para os participantes e estão disponíveis no site www.oquevocequerdeumaagencia.com.br , desde o dia 1.º de julho.


Perfil da Segmento
A Segmento Comunicação & Marketing é uma das mais conhecidas agências de propaganda do Paraná, com 24 anos de história. A Result é o núcleo de marketing promocional do grupo, fundada há cinco anos. Dirigida pela publicitária Marilda Précoma, a empresa tem como clientes O Boticário, Cultura Inglesa, Ford Metropolitana, Hospital Erasto Gaertner, Café Crebom, Castrolanda, Denso e Marel Food Systems.


Falta motorista e sobram vagas nas transportadoras
Empresas do Paraná que precisam contratar motoristas para o transporte de cargas detectam mudanças neste mercado de trabalho. Muitas transportadoras não estão conseguindo encontrar motoristas qualificados e, por outro lado, não conseguem aumentar a frota de caminhões, ações necessárias neste período de aquecimento da economia e escoamento da safra de grãos.
De acordo com o Presidente do Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas do Paraná (Setcepar), Fernando Klein Nunes, com a demanda maior por transportes, está faltando mão-de-obra qualificada e os salários do setor subiram. “Hoje, entre salários e benefícios, um caminhoneiro pode ganhar até R$ 4.000,00 por mês. Porém, mesmo com as boas oportunidades de remuneração, os donos das transportadoras não estão conseguindo contratar motoristas, comprometendo o transporte de cargas do país”, destaca.
O Presidente do Setcepar lembra que, no primeiro quadrimestre de 2008, a indústria brasileira de caminhões bateu recorde, crescendo mais de 30% em comparação com 2007, acompanhando o crescimento econômico do Brasil no período. Porém, mesmo com o aumento da produção nas montadoras, ainda há fila de espera para adquirir caminhões novos - sinal de que a demanda ainda está mais alta do que a oferta no setor. "E mais", aponta Klein Nunes, "Em um país onde mais de 65% do transporte de cargas é feito pelas vias rodoviárias, fica visível o motivo da grande procura por profissionais qualificados para atender o aumento da atividade industrial".
Klein Nunes explica que há uma crescente necessidade de capacitação no setor de transportes, que está relacionada a uma mudança clara no perfil dos motoristas. “Hoje, o motorista passou a comandar veículos mais modernos e possui restrições com alguns tipos de caminhões que não possuam tanta característica de conforto como outros. Ao mesmo tempo, as transportadoras não encontram caminhoneiros capacitados em número suficiente para comandar tais veículos”, destaca. Ele afirma que as transportadoras devem investir na qualificação dos motoristas para evitar o problema de falta de mão-de-obra especializada. O Setcepar disponibiliza alguns treinamentos para os motoristas das transportadoras paranaenses, como o de direção consciente, com o objetivo de mostrar os cuidados básicos na operação do veículo, bem como os principais pontos da direção econômica, defensiva e preventiva. “O mercado necessita cada vez mais de profissionais atualizados e preparados. Pensando nisso, as empresas estão investindo muito em treinamentos específicos”, conclui.
O Setcepar está preparando um curso de Reciclagem para Motoristas neste semestre. O treinamento terá 40 horas e vai abordar temas como direção defensiva, legislação, lei da balança, drogas, meio ambiente, primeiros-socorros, dentre outros temas.


Mercado gráfico em ebulição
O empresário Raphael Manzoni, da Gráfica Comunicare, já está com o seu parque gráfico preparado para atender a alta demanda que as eleições acarretam na sua produtividade. Como reforço, a Comunicare terá a máquina Ryobi 750, com capacidade de até 60 toneladas por mês, que já chegou do Japão e está em traslado para Curitiba. Tudo isso para corresponder às expectativas desta eleição, que tem número recorde de candidatos a prefeito (oito) e a vereador (cerca de 1,2 mil) e, provavelmente, baterá as marcas dos anos anteriores em faturamento extra da Comunicare neste período, que gira em torno de 30%. Segundo Manzoni, os candidatos chegam a pedir entre 20 mil a 1 milhão de santinhos, porém este ano, com a restrição aos brindes, showmícios e outdoors, a previsão é que as solicitações aumentem ainda mais.

Comentários